James Akel: O sucesso comercial de Xuxa


Xuxa Comercial

Uma coisa é o programa de tv e outra coisa é a publicidade e o merchandising. Depois dos primeiros sete programas de Xuxa, caso o programa seja diário, o potencial de ibope não passa de 5 se o programa for à tarde e 7 se o programa for noturno.

Mas aí nós temos aquilo que se chama custo-benefício. Mesmo que à tarde o programa fique atrás das novelas do SBT, ele tem potencial de venda,  ligado diretamente à personagem de quem faz o merchandising.


E no caso o potencial de venda de Xuxa é ainda inequívoco por manter imagem de Globo por bom tempo. E um merchandising de Xuxa na Globo custaria um número seis vezes superior ao que deve custar o merchandising da mesma Xuxa na Record com ibope parecido do que ela tinha na Globo que pra Globo era baixo.

Agora o anunciante pode pagar muito menos de dinheiro pra ter Xuxa vendendo seu produto na Record do que pagaria pra ter Xuxa vendendo seu produto na Globo e tendo mesmo retorno de venda.

Exatamente aí entra o fato de que muitos anunciantes já tem objetivo interesse em patrocinar Xuxa na Record.

Apenas 1 dos anunciantes garante o pagamento de 1 milhão de salário pra Xuxa e os outros devem aumentar o salário de Xuxa e o lucro da emissora.

Por James Akel
www.facebook.com/jamesakel

*As opiniões expressas nesta coluna são de total responsabilidade de seu idealizador.