Noveleira sim, e daí? | Piscina de euro é demais…..

Ze Alfredo Piscina Euro

Fiquei super feliz ontem porque muitas pessoas me mandaram mensagens dizendo que queriam saber a minha opinião e ler o meu texto sobre a cena dos euros na piscina. Mentira!!!!! Foram apenas duas pessoas: minha irmã e uma grande amiga. Mas viram como é possível contar uma história fantasiosa sem perder a mão???

Poxa Agnaldo, o que foi a cena da piscina ontem? Foi tudo tão absurdo que estou com dificuldades de colocar numa ordem.

Vamos lá:


Alguém roubou o dinheiro da Suíça, fato! Me digam como essa pessoa saiu lá com tanto dinheiro? Ok, ainda sim, ainda que tenha saído, em nenhum aeroporto aquela quantidade exorbitante de dinheiro foi percebida? Não, não é uma mala de euro, não dá para colocar numa cueca e tentar enganar polícia federal, é uma piscina!

Seguindo. Vamos considerar que o ladrão contratou, sei lá, um jatinho particular e veio sentado em cima do dinheiro. Depois disso o ladrão chegou no Brasil com aquela quantidade de dinheiro e escondeu onde até comprar a mansão? E depois? Como levou esse dinheiro até a piscina? Ninguém viu? Ninguém percebeu?

Vamos a cena de fato. O Zé Alfredo “invade” uma casa, quebra todo o jardim e o jardineiro não se opõe e pior, ajuda, e pior de novo chama mais uma pessoa para ajudar. A única coisa que valeu a pena nesta cena foi o Nero com a camisa aberta. Agora o comendador vai contratar carros fortes (isso mesmo, no plural) para carregar todo o dinheiro. Mais uma vez, como essa dinheirama chegou na piscina sem que ninguém percebesse? Mágica? Mister M, explica essa agora!!!!

Mas uma cena bem absurda essa semana. O que foi morte da Carmen? A mulher foi malandra a novela toda e aí, simplesmente, acreditou que o cara que ela estava engando iria trocar um cheque naquela hora da noite com um agiota? E mais, ficou na galeria esperando pacientemente o cara voltar e quando descobriu que foi enganada decidiu colocar fogo. Sim, botar fogo em tudo, mas com um detalhe, ela decidiu que era mais seguro fazer tudo isso ficando do lado de dentro da galeria.

Agnaldo, sei que em reta final de novela é preciso dar fim nos personagens, resolver as pendengas, casar o povo, desmascarar o vilão. Mas tá difícil. Um pouquinho, só um pouquinho de coerência é bom.

Peraí gente, eu disse que muitas pessoas me mandaram mensagem querendo saber a minha opinião sobre as cenas de ontem. Não… não… o que eu quis dizer é que foram centenas de pessoas. Opa, peraí, um minutinho…. Preciso ir… é o Manuel Carlos me ligando para saber a minha opinião sobre Império. Vou atender ali e já volto.

Por Geovana Capovilla
www.facebook.com/geovana.capovilla

*As opiniões expressas nesta coluna são de total responsabilidade de seu idealizador.