Noveleira sim, e daí? | Crise de Amnésia


Gente, até o Nero, aquele lindo, resolveu contribuir com os meus textos aqui para o Observatório da Televisão. Há alguns dias ele postou em uma rede social: “Aos ficais da verossimilhança em obras de ficção: É mais fácil encontrar uma piscina cheia de euros do que um taxista no Rio que aceite te levar até Petrópolis.” Mais um deslize de Império que foi observado pelo ator principal. Mulheres de plantão, tem como não suspirar por esse homem?

Para aceitar o rumo que Império está tomando é necessário ter uma pequena crise de amnésia. Todos devem esquecer que o Salvador (o pintor maluquinho) saiu da cadeia fugido. Ele e o Orville eram presidiários que escaparam de lá nos primeiros meses da novela. Bem, agora o cara está com fama mundial, ontem recebeu convite para expor em Paris e para que consiga sair do país é preciso que todos esqueçam que ele é, antes de um pintor famoso, um assassino fugitivo. Oi? Assassino? Fugitivo? Quem?


Outra crise de amnésia é necessária. Todos devem se esquecer que o Silviano nutria raiva do Maurilio, até mesmo nas cenas em que estava sozinho e não precisa mentir, e apresentava, inclusive, ciúmes dele com a Maria Marta. Agora todos devem aceitar nos seus coraçõezinhos que ele ama o Maurilio, que é seu filho. Ok? Aceitem, é melhor!!!

Agora vamos à cena de ontem do casamento da Maria Clara, ops, da Cristina. Ainda bem que a Xana, ao meu pedido, postou um tutorial no youtube para “aszamigas” sobre como colocar cílios postiços. Fiquei com medo da Cristina casar com os cílios sem glamour como ela estava na cena da briga com a irmã. Antes de trocar de vestido, ela assistiu no seu Iphone 6 o tutorial da Xana, colou os cílios com sucesso e foi se casar. Dizem nos corredores que o atraso não foi pelo vestido e sim pelos cílios postiços, e que a Cristina reclamou da qualidade do tutorial da Xana. Mas não sou eu que vou “maldar” né. Já entrando no casório, a bela estava com os cílios, lindamente colados. Ufa…

Tirando isso, nem preciso dizer o quão absurdo é trocar de noiva assim. Para ser o absurdo completo o casamento tinha que ser em Petrópolis e ela tinha que ir do Rio até a cerimônia de taxi. Então, não reclamem, não foi tão ruim assim.

Por Geovana Capovilla
www.facebook.com/geovana.capovilla