Coluna do Dadá | Na tela da tristeza nossa de cada dia


Quase chorei com a edição de terça-feira do Jornal Nacional. Renata Vasconcellos, apesar de vestir azul escuro, tinha ares de luto. Bonner não ajudava a melhorar o astral. Morreu alguém além da Inezita? Ou será efeito do Brasil agonizante, afundando em si mesmo por tanta cretinada? Sei lá, mas a bancada estava triste. Não consegui rir nem mesmo quando ilze e seu pescocinho gordo, de Roma, anunciaram a prisão de mafiosos. Com tanto ladrão para prender aqui, foram chamar a outra para mostrar os de lá. Deixa quieto vai. A Ilze está com problema hormonal? O pescoço dela parece o da Feiticeira quando se encheu de anabolizante. Ui. Graças a Deus, deram um jeito no “sutaque” da Malan, de Londres. Ela está menos afetada. Deus seja louvado.

Xuxa Padre Marcelo

A Record planta em tudo quanto é canto que Xuxa está atraindo anunciantes para a emissora. Só faltava não atrair. Mas são patrocinadores “recordianos”, que passam só lá. A Record vive uma crise sem precedentes, criada por ela mesma. Entrou na onda do “crescimento brasileiro”, usou a grana da Universal, pagou salários milionários, principalmente para talentos duvidosos, como Tom Cavalcante e Gugu, mas quando caiu na real, já era tarde demais. Tentou enfiar Russomano na Prefeitura de São Paulo, para contribuinte paulistano pagar o pato, só que Russomano dançou. Agora quer voltar para a mídia com o que a Globo usou, abusou e jogou fora. Será que Xuxinha vai convidar o padre Marcelo Rossi para seu programa de estreia? A conferir.


Gianazzi

Assisto com nojo um “informativo” da TV Assembleia de São Paulo, feita para mostrar os “trabalhos” dos deputados estaduais. Só sei que apareceu o Giannazi, companheiríssimo do Psol, de cabelo ensebado, insistindo em que na Venezuela existe “uma direita difícil”. Ah vá. Não diga. Se o cabelo estava assim, imagina o resto. Tem a TV Câmara, TV Senado, TV, TV, TV. Muita antena, muito dinheiro público desviado para a criação dessas TVs para a gente ver esse tipo de gente em cena. Deprimente.

Chiquititas

Pode me chamar de velho, mas a primeira versão de Chiquititas é bem melhor que essa. Mas o SBT diz que a audiência está boa. Então pronto. Eu fico imaginando o Silvio Santos entrevistando a Xuxa, gaguejando e metralhando sutilmente a loira. “O Xu-xu-xa, você gosta de ci-ci-ci-nema Xuxa?” Corta.

Por Odair Del Pozzo
www.facebook.com/odadazinho

Coluna do Dadá

*As opiniões expressas nesta coluna são de total responsabilidade de seu idealizador.