James Akel: O problema do Ibope da Record


rp_logo-record-1024x563.jpg

O maior problema do primeiro programa jornalístico do dia da Record é o fato de ser às 6 da manhã pegando direto de um horário da Igreja. A Globo já tem jornal às 5 e o SBT tem às 4 da madrugada. Lógico que o povo está com a tv ligada ou na Globo ou no SBT, daí o primeiro problema da Record em seu ibope.

O novo diretor da emissora Marcelo Cardoso, irmão do genro de Edir Macedo, tem que negociar com a Igreja a possibilidade da programação jornalística começar às 5, talvez até com a reprise do Jornal da Record da noite anterior. Então sim o programa das 6 vem no bojo de uma grade de notícias na mesma filosofia.


Vejam que das 6 às 7 da manhã a Record apresenta 7 minutos de espaço comercial, chamados de brake. Neste mesmo tempo a Globo apresenta apenas 4 minutos e o SBT também.

Depois das 9 às 10 da manhã, se a conta não estiver errada, a Record apresenta 24 minutos de brake comercial, enquanto a Globo apenas 6 minutos. Isto afeta e muito em média de ibope. Lógico que ninguém vai deixar de vender espaço comercial. Mesmo porque o anunciante está começando a perceber que comprando espaço na Record está tendo um custo benefício muito maior que na Globo no horário da manhã.

Falo de anunciantes que não buscam status de Globo mas vender produtos de verdade. Na Record o anunciante pode pagar 80% mais barato que na Globo tendo apenas 20% menos de ibope. Isto é um excelente negócio e por isto mesmo o espaço da manhã da Record é tão disputado.

Então perder pra Globo de manhã não é um mau negócio de ibope porque compensa no dinheiro do anunciante. Este é o lado importante de ser entendido na emissora.

Por James Akel