Ana Hickmann e o filho Alexandre no Programa da Tarde
Alexandre mandou indireta para assessora de Ana Hickmann

Gente, precisou do filho da Ana Hickmann para o Programa da Tarde ficar em segundo lugar. Pena que leva nove meses de produção, não é mesmo? Do contrário, até o Geraldão ia providenciar o seu para domingo que vem. Ui.

O lindo e pequeno Alexandre deixou a  atração sem sal da tarde com 6 pontos. Se bobear, a Record contrata o pequerrucho para fazer um programa com a Rafaela Justus, que foi escondida pelos pais quando era criança. Uma bobagem. A menina tem mais carisma que a mãe e o pai juntos. Haja fralda.  Enquanto isso, o Hoje em Dia páaaaaaaaaaa ficou com 3 pontos.

Um programa parece espelho do outro. Um de manhã, outro de tarde. Ambos sem alma. Todo mundo é bom. Todo mundo é lindo, mas talento que é bom só  o pequeno Alexandre mesmo, viu? Deus proteja as crianças. E a gente. Amém mil vezes.


Pânico na Band

Pânico na Band está looooonnnngooo demais

Acordem em quanto é tempo, meninos. A razão da baixa audiência de vocês não é o “desgaste”, como insistem muitos, mas o excesso de programa. Vamos combinar que três horas de atração não dá?

Quadro que deveria ter um minuto no ar, acaba ficando dez. E as pessoas percebem. Isso cansa, e o cansaço leva à desistência e ao abandono.

Portanto, com 1h45 de arte daria para fazer tudo o que vocês fazem e ainda deixaria na boca do telespectador aquele gostinho de “quero mais”.

E olha que quem está falando isso para vocês não é a Angola Maria. Portanto, entendam. No tempo da Rede TV!, em que vocês não tinham dinheiro nem para o estacionamento e voavam na asa do avião, tudo funcionava melhor porque o tempo era menor.  Agora, com a estrutura da Band, vocês teriam tudo para arrasar. Olha no que deu. E não é praga da Narizinho não. É lógica.

Vocês são muito talentosos para pagarem esse mico. Reduzindo para ganhar. Só vou falar isso.

Se a graça de vocês está na “rapidez”, não precisa de meia hora para fazer rir.

Geraldo Luiz no Domingo Show

Geraldão engasga com a Samambaia

Ai, gente, Geraldo Luís arregalou os olhos quando a Mulher Samambaia, em tom malicioso, perguntou se ele estava namorando. “Claro que estou. E estou muito feliz”, afirmou Geraldo, meio que de improviso, sem dar detalhes. Claro que tudo foi combinado, mas é sempre um tabu falar sobre isso. Se é que vocês me entendem.

Ai,  Geraldo,  chama a Geisy Arruda pra falar sobre o “namoro” que vocês tiveram.  Qualquer coisa você pode se valer da regra da atração e dizer “não quero falar sobre isso”. E tudo bem.

Melhor ainda, faz um jantar de casais. Chama o Luiz Bacci,  que, se bobear, tem duas  namoradas, para o evento. E, claro, convoca a imprensa AMIGA para registrar o FATO. Marcelo Rezende, aliás,  poderia cozinhar para os pombinhos.  Sei lá, uma rabada carioca bem forte, quase baixada fluminense. Se bobear pode ser até em Miami, no apê que o Menino de Ouro tem lá. Ui. Leva os cunhados também, tá?

A Angola Maria, do Pânico, cobriria fácil a SOLENIDADE. Afinal, ela fala tudo e ninguém entende.  A cara do Brasil.

Novela Dancing Days no Viva

Canal Viva e Dancing’Days salvam a pátria

Gente, estou vibrando com Labirinto (1997) e Dancing’Days (meia-noite, reprisa às 13h30), no Viva (canal a cabo, sorry). Nossa, mesmo com as sombras da iluminação,  com  as precariedades técnicas da época,  tudo vale a pena. Estamos falando de 1978, 36 anos atrás, obra de Gilberto Braga.

E não é o Vale a Pena Ver de Novo, das tardes da Globo, que só repassa “nova safra”. Não. O Viva te dá a chance de ter contato com quem sabe representar. Só isso. Ver Sônia Braga sem maquiagem fazendo uma ex-presidiária, ou uma Joana Fomm de Yolanda Prado, não tem preço.

Antônio Fagundes tinha cabelo preto e era magro. Lídia Brondi  não tomava remédio para pânico, Lauro Corona nem sonhava que morreria de Aids, Glória Pires nem pensava que seria uma grande atriz  e Pepita Rodrigues era  tranquila e criativa, afinal, Dado era criança. Ui. Fora os que já partiram. Aliás, quase metade do elenco cantou pra subir ou desapareceu. Neusa Borges nem imaginava que viria a chorar na Sonia Abrão pedindo pra trabalhar. Ai.

Portanto, na dúvida, vai para o Viva. Tem até Chico Anysio ensinando a fazer humor. Fora o Chacrinha… Ai, a Regina Casé não deve perder um programa. Que graça. A cara dela. Sei.

Não gostou? Vai ver Em Família.

Coluna do Dadá

*As opiniões expressas nesta coluna são de total responsabilidade de seu idealizador.