Teofilo (Kiko Mascarenhas) de O Tempo Nao Para
Teófilo (Kiko Mascarenhas) de O Tempo Não Para (Divulgação/TV Globo)

Nos próximos capítulos de O Tempo Não Para, Teófilo (Kiko Mascarenhas) revelará a Dom Sabino (Edson Celulari), que foi mantido em cárcere privado por Petra (Eva Wilma). Afinal, pernoitou na Criotec contra a sua vontade. “Meu pernoite naquele maldito laboratório foi um pesadelo! Tive o corpo inteiro espetado, futucado… O sangue jorrava para fora de minhas veias aos borbotões!”, acrescentará o ex-congelado, se referindo aos exames que foi obrigado a fazer, contra a sua vontade.

Leia também: Lúcio ordena a demolição da Samvita, mas Samuca consegue impedir

“Quisera eu ter um lapso de memória definitivo para esquecer tamanha crueldade a que fui submetido… Não fosse um homem valoroso, eu teria sucumbido!”, dirá Teófilo. Carmem e Dom Sabino ficarão preocupados com o estado emocional do congelado. “O que fizeram com você foi uma violência, Teófilo!”, acrescentará Dom Sabino, inconformado. Teófilo concordará com o ex-patrão.

Drama

“E eu sinto o cheiro acre da conspiração, Dom Sabino… Devemos ter cuidado”, acrescentará Teófilo, alertando o magnata do século retrasado. Carmen ficará preocupada com o futuro dos moradores do século 19, já que estão prestes a ser capturados por Petra. “Mas então quer dizer que a Criotec voltou mesmo com tudo? Mas eles não podem fazer nada contra nenhum de vocês… Podem?”, indagará a mãe de Samuca (Nicolas Prattes), que será cortada por Dom Sabino.

“Aquelas pessoas de jaleco branco que se atrevam a tocar novamente em algum dos meus! São tempos estranhos, Carmen… Eu não sei o que pensar”, finalizará Dom Sabino, que ficará preocupado com a situação em questão. “Quem está à frente da operação é aquele oficial, o Capitão Mateus Gonzaga… Eu temo que, com uma boa desculpa, eles possam fazer qualquer coisa!”, acrescentará Teófilo.

O Tempo Não Para é uma novela escrita por Mario Teixeira, com colaboração de Bíbi Da Pieve, Marcos Lazarini e Tarcísio Lara Puiati, com direção artística de Leonardo Nogueira e direção geral de Marcelo Travesso e Adriano Melo.