Samuca (Nicolas Prattes) em O Tempo Não Para
Samuca (Nicolas Prattes) em O Tempo Não Para (Divulgação/TV Globo).

Nos próximos capítulos de O Tempo Não Para, Dom Sabino (Edson Celulari) ficará preocupado com a possibilidade de ver toda a sua família, incluindo ele, aprisionados na Criotec. “Teófilo foi levado à força para a Criotec?”, indagará Marocas (Juliana Paiva) ao pai, ao descobrir que o guardador de livros do século retrasado, fora mantido em cárcere privado na Criotec, por Petra (Eva Wilma). “Sim… E infelizmente, essa é uma ameaça que paira sobre todos nós”, acrescentará Dom Sabino, preocupado com o futuro de todos.

Leia também:

“Eu pensei que já havíamos deixado aquele lugar terrível para trás”, acrescentará Agustina (Rosi Campos). Marocas dirá ao pai, que já sabia dessa ‘operação’ que pretende prender na Criotec todos os congelados que viveram no século retrasado. “Nós (ela e Samuca) já sabíamos que a operação On The Rocks havia voltado… Sequer tive tempo… Fomos tomados pela urgência da implosão da Samvita e a fúria do senhor Lúcio”, dirá. Dom Sabino dirá aos presentes que eles podem ficar presos na Criotec.

Problemas pela frente

“Pelo que a doutora Vanda (Lucy Ramos) explicou, eles tentarão isolar todos nós em uma espécie de… quarentena”, acrescentará Dom Sabino. Cesária (Olívia Araújo) ficará assustada com a possibilidade de ser congelada novamente. “Meu São Francisco, meu pai Ogum! Agora que eu fiquei livre tão querendo me ‘entocá’ de novo naquele balde gelado?”, falará a ex-escrava. Mas Samuca prometera protegê-lós. “Ninguém vai fazer nada contra vocês! Pode vir o exército, o governo, o que for… Eu vou peitar todo mundo, mas não vou deixar eles separarem essa família de jeito nenhum!”, concluirá o marido de Marocas. “Calma, meu amor, vamos pensar com serenidade”, acrescentará Maria Marcolina. “Ninguém mais vai me afastar de você, Marocas… Ninguém!”, finalizará o filho de Carmen (Christiane Torloni), que abraçará a jovem em seguida.

O Tempo Não Para é uma novela escrita por Mario Teixeira, com colaboração de Bíbi Da Pieve, Marcos Lazarini e Tarcísio Lara Puiati, com direção artística de Leonardo Nogueira e direção geral de Marcelo Travesso e Adriano Melo.