Clara (Bianca Bin) e Patrick (Thiago Fragoso) de O Outro Lado do Paraiso
Clara (Bianca Bin) e Patrick (Thiago Fragoso) de O Outro Lado do Paraíso (Divulgação/TV Globo)

Em breve Patrick (Thiago Fragoso) vai encontrar uma maneira para Clara não perder o dinheiro que herdou de Beatriz (Nathália Timberg) em O Outro Lado do Paraíso. O advogado avisa a mocinha que vai fazer uma viagem. “Eu volto logo. Quando voltar, já levo minha mala para um hotel. Não fico mais aqui. Não quero incomodar você e o Gael (Sérgio Guizé)”, avisa. No Rio de Janeiro, Patrick se hospeda em um hotel e fica esperando a confirmação de um encontro.

Enquanto está revendo alguns papéis com um dos advogados de seu escritório, Patrick recebe a tal mensagem. “Teve uma boa notícia, certamente”, diz o advogado. “A reunião de amanhã está confirmada”, comemora Patrick. No dia seguinte, ele aluga um carro e diz para a atendente que fará só uma parte da viagem com o carro, até um porto. Ele pega uma embarcação e vai parar no Hospício onde Clara e sua tia avó ficaram internadas. Lá, ele vai conversar com a nova diretora da instituição. “Confesso que fiquei surpresa com seu telefonema marcando essa conversa, doutor Patrick. Nós, aqui do Santa Justina, vivemos muito isolados. Só temos aquele pequeno porto de acesso, somos rodeados pelo mar”, diz Hermínia (atriz não divulgada).

Depois de uma breve conversa, a diretora abre o computador e quer confirmar a paciente em questão. “É dela sim. Beatriz de Sá Junqueira. Minha tia avó. Doutora, por que a surpresa? Por que essa expressão de medo e espanto? O que sabe sobre ela que eu não sei? Estou preocupado com seu silêncio, doutora”, diz o advogado. “Só estava buscando as palavras certas para começar. Se veio até aqui, se sabia que sou a nova diretora, também deve ter lido sobre a transformação pela qual passou esta instituição… Os últimos diretores eram corruptos. É cruel, mas este hospício era um depósito de gente. Nem todos eram doentes mentais, como se descobriu depois”, informa a mulher.


Raquel rejeita Bruno e diz que ainda pensa em Radu em O Outro Lado do Paraíso

Hermínia vai dizer que era psiquiatra na instituição e só pôde ajudar a reverter a situação depois de uma denúncia anônima. “Não se sabe quem foi. Mas o antigo diretor foi preso… Eu, e outros médicos, enviamos avaliações de sua tia, para o antigo diretor. Todas estão arquivadas. “Que diziam essas avaliações?”, pergunta. “Todas revogavam a interdição”, afirma. “Por que ela foi mantida aqui?”, quer saber. “A neta dela, Fabiana (Fernanda Rodrigues), depositou muito dinheiro na conta do antigo diretor. Para dona Beatriz nunca sair daqui… O caso de dona Beatriz só não virou escândalo por si próprio porque a neta abafou. O antigo diretor está preso. O último faleceu. Eu assumi a direção”, diz.

A diretora vai lamentar a morte de Beatriz. “Eu me tornei amiga de sua tia. Saí de férias, cheguei no dia que encontraram o corpo dela… Aparentemente, outra interna, Clara Tavares, num gesto de desespero, entrou no caixão. E o caixão foi jogado no mar. O corpo de sua tia estava escondido.Foi encontrado um tempo depois. Mas era tarde. Eu ainda pude rezar por ela. Havia trazido livros, sabe. Todos clássicos, como ela gostava”, lembra. “Eu fico feliz por saber que ela teve uma amiga aqui dentro. Além da Clara”, diz.

Hermínia vai lembrar com tristeza da paciente. “Sim. A Clara. Também está no fundo do mar”, diz. “Ao contrário. Ela sobreviveu… A senhora nunca fez nada por ela, fez?”, questiona. “Entenda. Tive medo. Até mesmo de ser internada, se abrisse a boca. Só me decidi quando sua tia morreu. Mas, sim, conheci a Clara. Era muito amiga de sua tia, a única entre as internas. Eu lamento não ter feito nada por ela”, confessa. “Tudo tem sua hora certa. Agora pode fazer”, diz Patrick, que contará com a ajuda da diretora para provar que Fabiana pagou para que Beatriz fosse interditada e internada no hospício.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor coloque seu nome aqui