Zé Victor (Rafael Losso) em O Outro Lado do Paraíso
Zé Victor (Rafael Losso) em O Outro Lado do Paraíso (Divulgação/ TV Globo)

No dia seguinte a suposta morte de Mariano (Juliano Cazarré), Sophia (Marieta Severo) volta à mina para conversar com Zé Victor (Rafael Losso) e dar dinheiro ao empregado para garantir que ele fique de boca fechada em O Outro Lado do Paraíso. Mas o garimpeiro não vai ficar satisfeito com a quantia e vai querer mais, se tornando assim um possível alvo da vilã, já que todos que a chantagearam acabaram mortos.

Assim que chega, Sophia quer saber se ele fez tudo que combinaram. “Ninguém desconfia. Agora, eu quero saber como a gente fica”, diz o garimpeiro. “Trouxe um dinheiro aqui”, mostra. “Acha que vou me contentar com essa merreca?”, reclama o rapaz. “Não é merreca, é um bom dinheiro”, protesta a vilã. “Eu vou ter um filho, dona Sophia. De uma médica. Quero dar estudo pra ele. Quero dar vida boa, a vida que não tive. Eu vi o que a senhora fez. Eu sei onde o
corpo do Mariano tá enterrado. Eu ouvi uma parte da conversa. Antes de morrer ele disse que tinha a senhora nas mãos. Tem outros crimes nas costas!”, ameaça.

Sophia fica assustada e Zé Victor continua com as ameaças. “Só digo, dona Sophia. Sou mais forte, não tenta me dar tesourada, que se dá mal. Fica sabendo também, nunca vou virar as costas pra senhora. Nunca”, garante. “Não sei por que está me ameaçando. Estamos no
mesmo barco”, argumenta a mãe de Gael (Sérgio Guizé). “Se matou o Mariano, que amava…não disse que amava em cima do corpo dele?…me matava também, que sou uma titica. Mas não vai me matar, não. Vai me pagar. Vai me dar muito dinheiro. Dona Sophia, a senhora está nas minhas mãos”, afirma

A vilão chama Zé Victor de de atrevido. “Fique sabendo, não gosto do jeito como fala”, reclama. “Meu jeito é esse mesmo. Eu sou como sou. A senhora gostando ou não”, enfrenta. “Ah! Abriu as asas, virou um galinho de briga? Mas eu não tenho medo de você. Não tenho”, desdenha. “Se eu sair daqui, ir até a delegacia e contar o que sei, a senhora tá ferrada. Lembro onde é a cova que nós enterrou o Mariano. Vou até lá e mostro. Conto o que vi. Mostro os restos da fogueira, mostro tudo”, promete. “Hello! Está tão envolvido quanto eu. Será preso como cúmplice”, lembra a vilã.

Mas Zé Victor não vai se intimidar. “Eu já paguei cadeia. Se tiver que pagar mais tempo
atrás das grade, tudo bem. Mas só por ajudar a esconder o corpo, não fico tanto tempo preso como a senhora. Agora diz, dona Sophia. A senhora, toda acostumada no luxo, vai suportar cadeia?”, diverte-se. Sem demonstrar medo, Sophia encara o empregado que continua exigindo mais dinheiro. “Não quero só essa merreca que trouxe pra mim. Eu quero enricar. E a senhora vai me deixar rico. Meu filho nasce daqui um tempo, eu quero uma casa boa em Pedra Santa. Das melhor que tiver”, exige.

Para ganhar tempo, Sophia vai tentar enrolar o empregado. “Se eu comprar uma casa agora, e puser no teu nome, pode dar na vista. Vão falar. Podem associar com o sumiço do Mariano”, adverte. “É verdade”, concorda o rapaz. “Mas tem minha promessa. Dou a casa. Quanto à percentagem sobre os lucros… Vou ter que manipular as contas. O Gael não pode perceber que estou dando dinheiro a mais pra você”, afirma. “Isso é com a senhora. Quer dizer que teu filho não sabe a mãe que tem?”, debocha. “Ele não tem ideia de tudo isso. Temos um acordo. Vai ficar de bico calado?”, pergunta. “Faço até mais. A senhora não lembrou do chão do quarto do Mariano. Tá cheio de sangue. Eu tranquei a chave. Agora que nós se acertou, eu limpo… Dona Sophia, não vai se arrepende”, diz o empregado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor coloque seu nome aqui