Jô (Bárbara Paz) em O Outro Lado do Paraíso (Reprodução/Globo)

Mesmo sabendo que Adriana (Julia Dalávia) pode morrer se não fizer um transplante de rim, (Barbara Paz) vai se recusar a doar o órgão para a enteada em O Outro Lado do Paraíso. Depois de fazer exame, a dondoca descobre que é compatível com a jovem, mas não vai querer fazer a cirurgia. Ao saber da questão, Beth (Glória Pires) vai confrontar a rival, que não vai mudar de ideia. “A doação é uma questão pessoal. Não me sinto apta fisicamente. Você pode não acreditar, Rique (Emilio de Mello), mas cada um conhece seu corpo. Sei que quando alguém doa um rim, passa por um pós-operatório difícil”, justifica.

Chocada, Beth vai tentar convencer a rival. “Jô, estou disposta a esquecer tudo que me fez. Disposta até a voltar a ser sua amiga. Mas doe esse rim para a Dri”, implora. “Quem disse que quero voltar a ser sua amiga?”, questiona a dondoca. “Não precisa ser. Mas desde que desapareci, que fui dada como morta, minha filha ficou aos seus cuidados… Não sente nada por ela? Não está disposta a fazer o impossível para salvar sua vida?”, argumenta. “Eu não quero arriscar a minha”, afirma sem dó nem piedade. “Você é nojenta… É nojenta, sim. Você me enganou, mentiu para mim. Me atirou nos braços do Renan (Marcello Novaes) quando eu era casada com o Rique”, acusa.

Jô vai tentar não levar à frente a discussão, mas Beth vai continuar acusando a dondoca. “Cheguei a pensar que era por amor. Você e o Rique tinham namorado no passado. Pensei que me via como uma rival. Não que eu seja capaz de perdoar tudo que fez para me prejudicar. Mas eu imaginava…que gostava da minha filha, que tinha criado com amor. Mas agora eu vejo nitidamente. Tudo foi pelo dinheiro, não foi?”, acusa.


O Outro Lado do Paraíso: Nicolau oferece doar seu rim para Adriana

Histérica, Jô vai pedir para Henrique tirar Bete da frente dela, mas a mãe de Clara (Bianca Bin) vai continuar. “Cada gesto de amor para a Dri, cada beijo que deu naquela menina, foi olhando o dinheiro do pai… Eu não digo mais uma palavra. Eu me ajoelho a seus pés se precisar, mas doe esse rim”, implora. “Nunca. Agora vou visitar a Dri no hospital. Com licença”, diz.

Irritada, Beth vai protestar com Henrique. “Vai deixar essa vagabunda ir até o hospital?”, questiona. “Não… Eu me separei de você, Jô. Voltou para o Rio, mas quando a Dri ficou doente, veio aqui para casa. Aos poucos, foi criando uma situação…eu imaginei que íamos retomar o casamento, sim. Mas agora eu vejo. Nunca houve amor. Só o dinheiro”, acusa o homem.

É aí que cai a máscara de Jô. “Tem ideia do número de amantes que eu tive? Muitos. Eu não suportava você na cama. Ainda bem que vivemos em muitos países, eu consegui me livrar de todos os escândalos. E sua filha? Aquela menina mimada…eu não suportava. Nunca suportei”, desabafa. “Ordinária”, grita Beth, que dá um tapa no rosto da dondoca. Henrique manda Jô embora. “Eu saio. Mas isso não termina aqui, vou entrar com um processo. Quero muita grana”, promete.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor coloque seu nome aqui