O Outro Lado do Paraíso: Elizabeth tentará suicídio no Cristo Redentor, mas é salva

Gloria Pires como Elizabeth de O Outro Lado do Paraíso
Gloria Pires como Elizabeth de O Outro Lado do Paraíso (Divulgação/TV Globo)

Nos próximos capítulos de O Outro Lado do Paraíso, Elizabeth (Gloria Pires) vai passar por um inferno pessoal. Ela não vai aceitar bem estar “morta” e vai tentar morrer de verdade, tentando cometer suicídio no Cristo Redentor, cartão postal do Rio de Janeiro.

Nas cenas previstas para iriem ao ar na próxima quinta-feira (9), Elizabeth estará totalmente abatida, depois de entrar em choque ao ver os vestidos que desenhou em uma loja de luxo.

Veja mais: Gloria Pires emociona internautas com cena de morte de Elizabeth em O Outro Lado do Paraíso


Então ela decide ir até o Cristo Redentor e tentar pular as muretas, se jogando de uma altura de pouco mais de 700 metros. Beth entra no bondinho e sobe até o Cristo. Tomada pela decisão, ela vê a paisagem de todo o Rio de Janeiro e olha para o Cristo de forma sincera.

“Perdão, Senhor”, dirá Beth. Depois, ela pula as muretas para se atirar. Antes de consumar o ato, ela lembra de Henrique (Emílio di Biase) e sua filha Adriana. Quando iria se jogar, um homem musculoso surge e a agarra.

“Me deixa! Me deixa!”, implora Beth. É Eliseu (Francisco Carvalho). Ele coloca Beth no chão e diz: “Ninguém deve atentar contra a própria vida. Por que quis fazer isso? Por quê?”.

Com vergonha da atitude, Beth – ou Duda a partir de agora – abana a cabeça em silêncio. Ele pergunta se ela tem para onde ir e se tem família. Ainda em silêncio, Beth diz que não.

Eliseu, então, decide convidar Beth para morar com ele. “Vem comigo. Foi Deus que me mandou aqui pra te salvar. Sou eletricista. Vim trocar uns fios da iluminação. Te vi de longe subindo na mureta. Não podia deixar você tirar a própria vida na minha frente. A vida que Deus deu pra gente é sagrada. Vem comigo, eu cuido de você”, diz o homem.

Eliseu então leva ela para a favela onde mora. Numa casa simples, os dois entram. Beth não quer falar, e Eliseu se apresenta: diz que é evangélico e que na hora que ela quiser, ela pode desabafar.

Beth decide falar e pede uma bebida. “Tem alguma coisa para beber? Gim?”, pergunta Eliseu nega e diz que não bebe: “Bebida é obra do Satanás”. Ele sai para comprar comida e ela vai tomar um banho. Arrasada, se abraça com uma boneca e chora de saudades de sua filha.

O Outro Lado do Paraíso vai ao ar diariamente, depois do Jornal Nacional.