A trágica morte de Gustavo (José Ron) em A Que Não Podia Amar (Reprodução / YouTube)
A trágica morte de Gustavo (José Ron) em A Que Não Podia Amar (Reprodução / YouTube)

A Que Não Podia Amar encerrou com chave de ouro, na tarde de ontem (terça-feira, 12), sua passagem pela grade do SBT. A história de Ana Paula (Ana Brenda Contreras) e Rogério (Jorge Salinas) teve nada menos que o terceiro melhor desempenho de toda a história de sua faixa em último capítulo.

De acordo com dados consolidados do Ibope, o episódio final da obra mexicana anotou média de 8,2 pontos na Grande São Paulo. É menos do que os 8,8 anotados na quarta-feira passada (6) – seu recorde absoluto – e também do que os 9,6 atingidos pelo desfecho de sua antecessora direta, a reprise de Teresa.

Por outro lado, à exceção desta e da recordista absoluta Coração Indomável (10,7, em sua segunda exibição), A Que Não Podia Amar superou na mesma base comparativa todos os demais títulos da faixa. A saber: a também inédita Que Pobres Tão Ricos (5,7) e as reapresentações mais recentes de Sortilégio (7,7), No Limite da Paixão (7), Rubi (7,1) e A Usurpadora (7,8).

Últimos vídeos do Canal no YouTube