Sebastián Rulli, Angelique Boyer e Aarón Díaz protagonizam a novela Teresa (Divulgação / Televisa)
Sebastián Rulli, Angelique Boyer e Aarón Díaz, os protagonistas da novela Teresa (Divulgação / Televisa)

Os altos índices atingindos em sua reta final não salvaram a recém-concluída reprise de Teresa de amargar um dos piores resultados da primeira faixa vespertina de novelas mexicanas do SBT desde sua ativação, em 2016, com o início da sexta exibição de A Usurpadora.

A segunda apresentação da trama estrelada por Angelique Boyer se encerrou com média geral de 5,9 pontos. Por sinal, a mesma da recente reprise de Sortilégio em igual horário. Ficou apenas um décimo acima de sua antecessora direta. No caso, a comédia mexicana – inédita – Que Pobres Tão Ricos (5,8).

Isso porque Teresa enfrentou baixíssima audiência em suas primeiras semanas. Chegou, inclusive, a amargar apenas 3 pontos em algumas ocasiões. Na reta final, chegou a médias em torno dos 8 pontos e se despediu ontem (terça-feira, 23) com recorde de 9,6. Em sua entrega original, a história latina contou com média final bem maior. No caso, 7,4 pontos.

No comparativo com as demais tramas da faixa, a reapresentação de Teresa supera também No Limite da Paixão (5,4) e A Usurpadora (5,3). Fica, porém, abaixo de Coração Indomável (7,8) e Rubi (6).

Últimos vídeos do Canal no YouTube