Cancelado pela Band, Pânico só tem menos audiência que jogo de time de Neymar no PNT

Emílio Surita é o apresentador do Pânico na Band
Emílio Surita é o apresentador do Pânico na Band (Divulgação/Band)

Mesmo cancelado pela Band, ficando no ar até dezembro, o Pânico ainda tem conseguido bons números de audiência para os padrões da emissora do Morumbi.

Segundo dados divulgados pelo Kantar Ibope nesta terça-feira (7), o humorístico comandado por Emílio Surita fechou no último domingo (5) com 4,2 pontos de audiência na média nacional, o chamado PNT (Painel Nacional de Televisão).

Veja mais: Não foi tão ruim assim: veja cinco quadros que todo mundo gostou do Pânico na Band


Com o número, o Pânico deu apenas menos audiência na média das 15 principais metrópoles do Brasil que a exibição de Paris Saint-Germain e Anderlecht, válido pela UEFA Champions League, que marcou 5,6 pontos.

Ou seja, se não fosse a exibição da Champions, algo que acontece corriqueiramente, mais uma vez o Pânico seria o líder de audiência nacional da emissora, algo contundente para um programa que vai sair do canal.

Em São Paulo, no entanto, o Pânico foi apenas a quinta maior audiência. Perdeu para a própria Champions (8,1), MasterChef Profissionais (5,4), Jornal da Band (5,2) e Brasil Urgente (4,8).

O Pânico está saindo por questões de custos. A emissora alega que a atração teve uma grande perda de anunciantes e, por ser caro, não dá mais o resultado que o canal espera.

Uma negociação de rescisão do contrato está sendo feita. Enquanto isso, o programa estaria negociando com a RecordTV para continuar na televisão aberta em 2018.

Nas redes sociais e no YouTube, o Pânico tem uma presença forte, e apenas de estar longe de estar em seu auge, é um programa que ainda tem público e uma relevância forte.

Os dados refletem a preferência de um seleto grupo de telespectadores nas quinze principais metrópoles do Brasil.