Joana (Milena Toscano) e Zac (Igor Rickli) de O Rico e Lázaro
Joana (Milena Toscano) e Zac (Igor Rickli) de O Rico e Lázaro (Divulgação/Record)

Com previsão de finalizar sua trajetória no próximo mês de novembro, O Rico e Lázaro certamente será a novela bíblica com menos audiência já produzida pela RecordTV desde que o canal começou a investir no nicho, em 2015.

Segundo levantamento feito pelo Observatório da Televisão, desde a estreia, no mês de março, a novela perdeu pelo menos três em cada dez telespectadores na Grande São Paulo.

Veja mais: O Rico e Lázaro: Evil não permite a volta de Belsazar ao palácio

Em sua primeira semana de exibição, de 13 a 17 de março, o folhetim marcou 13,2 pontos de média. Na semana passada, entre 16 e 20 de outubro, forma apenas 8,6 pontos – a pior semanal desde a estreia.

No total, a perda foi de 34,8%. Além disso, a RecordTV perdeu o segundo lugar na faixa, já que na grande maioria dos dias a novela Carinha de Anjo, do SBT, tem conseguido vencer a concorrente.

Nem mesmo a volta para as TVs pagas recuperou O Rico. Entre abril e agosto, a novela marcou 10,7 pontos. Na volta da Simba, entre setembro e outubro, o folhetim conquistou 10,0 pontos.

Sua média geral, até o momento, é de 10,0 pontos. As suas antecessoras marcaram bem mais. Os Dez Mandamentos fechou com 15,6 na primeira e 15,5 na segunda temporada.

Já A Terra Prometida obteve 14,6 pontos. Se compararmos com Os Dez Mandamentos, O Rico perdeu 15,9%. Com Terra, a perda foi de 31,5%.

A sucessora de O Rico e Lázaro será Apocalipse, que se passará em tempos mais atuais. A novela tem previsão de estreia para novembro, mas está com suas gravações atrasadas.